Resultado do Prêmio Estímulo de Novos Textos de Dramaturgia para Teatro – 2008 da Secretaria do Estado da Cultura do Governo de São Paulo, este solo parte da icônica imagem do jovem chinês que enfrentou uma coluna de tanques de guerra em 05/06/1989. No texto, o foco de atenção é o outro, invisível à mídia: o condutor do primeiro tanque. Autor, ator e personagens dialogam com os recentes eventos “Occupy” ao redor do mundo, e revelam as inúmeras possibilidades do “olhar”. O espetáculo participou do Festival Conexão XXI (2010), em João Pessoa – PB e da Mostra Fringe do Festival de Teatro de Curitiba (2012). “Tudo é bem delicado nesse solo que não busca impor ideias e pode levar o espectador mais disponível a pensar sobre a existência a partir do ato de encher uma xícara de chá, como faz o performer. Para mim valeu ter visto, foi um dos bons momentos que passei nessa edição do Festival de Curitiba.” (Beth Néspli). “A vocação do evento, de acordo com os analistas especializados, está na mostra paralela, o Fringe, onde a existência de mostras com curadoria vem facilitando a separação do joio do trigo e jogando holofotes para trabalhos novos, com pesquisa aprofundada. … O Homem da Camisa Branca foi outro espetáculo citado por críticos como Daniel Shenker, colaborador do site Questão de Crítica…”(matéria do jornal Gazeta do Povo, Curitiba, 08-04-2012)

FICHA TÉCNICA:
Texto e Atuação: Beto Matos
Direção: Marcos Azevedo
Light design: Mirella Brandi
Operação de Vídeos: Fernanda Vinhas
Fotos: Ricardo Ferreira
Produção: Lenita Ponce
Coordenação de Produção: Marisa Riccitelli Sant´ana

Monólogo
Duração: 45 min.

Sobre – O Homem Da Camisa Branca by phila7


Classif.Indicativa: 12 anos